Aluna de Engenharia Civil é a segunda aluna do UNIFEB aprovada no Programa Ciência sem Fronteiras em 2013
Home Aluna de Engenharia Civil é a segunda aluna do UNIFEB aprovada no Programa Ciência sem Fronteiras em 2013

Aluna de Engenharia Civil é a segunda aluna do UNIFEB aprovada no Programa Ciência sem Fronteiras em 2013

E-mail Imprimir PDF

Após a confirmação do aceite de um aluno do curso engenharia química, o Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB) confirmou também a aprovação da aluna de engenharia civil Daisy Aparecida Fonseca, no início de junho. Daisy estudará em Melbourne, na Austrália por, pelo menos, seis meses.
Segundo a universitária, a princípio, serão seis meses na universidade Swinburne estudando inglês. Após o primeiro curso, ela passará por um exame e se aprovada, estudará mais um ano na mesma instituição. “Farei uma prova de inglês, depois eu poderei escolher os cursos oferecidos pela entidade”, disse.

 
Os benefícios oferecidos para a aluna pelo programa superam 30 mil dólares, valor que se divide entre os custos do curso, alojamento, transporte, passagens, entre outros. “Todos os gastos relacionados à viagem são cobertos pelo programa”, afirmou.

 
Para participar do Ciência sem Fronteiras, é necessário ter feito pelo menos 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), ter um bom histórico universitário, além de participar de programas de iniciação científica. Daisy participa do estudo “Patologia na Construção Civil“, junto com outros alunos do UNIFEB.

Participação do UNIFEB

Neste ano, cerca de 32 alunos do UNIFEB fizeram a inscrição no Ciência sem Fronteiras por meio das chamadas públicas. Dos 32 inscritos, após seleção interna e do programa, 12 alunos foram aprovados e aguardam o aceite das Universidades do Canadá Estados Unidos e Irlanda para a aprovação final do Programa. Dois alunos já receberam a confirmação da participação. Entre eles, além de Daisy, o estudante de engenharia química Weslen Moreira de Assis, também já está aprovado e embarca para a França no final de junho.

 
De acordo com a Coordenadora Institucional do Programa Ciência sem Fronteiras no Centro Universitário, professora Fernanda Scarmato de Rosa, outros dois alunos aprovados no programa no ano passado ainda estão no exterior. São eles, o estudante de engenharia de produção Rafael Canevaroli, que está na Itália e a aluna de física médica Lívia Hostálcio Mega, que atualmente estuda em Lisboa, após ter passado pela Universidade de Coimbra.
 

Fonte: Cia. da Mensagem
Última atualização ( Ter, 25 de Junho de 2013 16:47 )