UNIFEB desenvolve aparelho de baixo custo para que aluna com deficiência auditiva ouça as aulas
Home UNIFEB desenvolve aparelho de baixo custo para que aluna com deficiência auditiva ouça as aulas

UNIFEB desenvolve aparelho de baixo custo para que aluna com deficiência auditiva ouça as aulas

E-mail Imprimir PDF

 

 

Uma aluna portadora de deficiência auditiva do segundo ano de odontologia do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB), ganhou um novo estímulo para continuar frequentando a faculdade.
No início deste mês, a aluna – Maria Flávia Aparecida Rosa de Freitas, que possui um implante coclear, passou a utilizar um equipamento desenvolvido e customizado por professores e alunos da instituição, que permite que ela ouça nitidamente todas as suas aulas do curso de graduação e assim compreenda melhor o conteúdo.
 
O aparelho, desenvolvido pelo professor de Engenharia Elétrica da instituição - Marcos Eduardo Nepomuceno juntamente com quatro alunos - Guilherme Doracenti, João Paulo, Luciano Brinck e Bruno Adaye, permite que a aluna escute todo o conteúdo, uma vez que a voz do professor é captada e transmitida, através de um microfone sem fio, para um transmissor FM, o que possibilita Maria Flávia sintonizar em frequências comerciais, através da rádio de seu aparelho celular. Houve também a filtragem de ruídos ambientes, como sons de pessoas conversando ou até mesmo sons de equipamentos como o ar condicionado. Todo o sistema envolvendo diversos equipamentos teve custo de pouco mais de R$ 100,00 e ainda possibilita que qualquer outro aluno receba o sinal de áudio através de qualquer receptor de FM ou celular.

 
Segundo o docente, o primeiro teste da aluna com o aparelho superou as expectativas. “ Estavam presentes uma psicóloga, a fonoaudióloga e a mãe da aluna. Ela mesmo conseguiu ajustar as frequências mais confortáveis para sua audição e se emocionou quando ouviu a fonoaudióloga falando com ela”, disse. Nepomuceno ainda acrescenta que a produção do aparelho visa o uso da engenharia em benefício da sociedade e a inclusão de pessoas com deficiência auditiva.

 
Desde o ingresso no curso de odontologia, Maria Flávia recebe todo o apoio da instituição, além de equipe multidisciplinar com psicólogos e assistentes sociais, a aluna teve o acompanhamento diário, durante cerca de 8 meses, de uma intérprete de libras.

 
A pró-reitora de graduação do UNIFEB– Sissi Kawai Marcos destacou o envolvimento de profissionais de toda a instituição para facilitar as condições de aprendizado da aluna, “Maria Flávia terá agora um novo jeito de aprender, com mais acessibilidade, autonomia e independência na universidade”, enfatizou.
 
Fotos: Crédito para Nivaldo Junior. 

 
  


 
Fonte: Cia. da Mensagem
Última atualização ( Sex, 21 de Junho de 2013 12:02 )